Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

O Meu Irmão Odeia-me.

 

É isso mesmo. Gostava que assistissem à maneira como ele fala comigo. Raramente digo alguma coisa acerca da vida dele mas se o chamo à razão ou dou algum conselho que não lhe agrada, desata a gritar comigo cheio de raiva e ódio.

 

E as vezes que ele já me pôs fora de casa dos meus pais? Sim, eu sei que sou indesejada. Tenho a consciência de que acham que estou aqui a mais. Principalmente o meu irmão.

 

Depois arranjou uma namorada que é do género "não vou que me levam". A miúda é esperta mas só para o que lhe convém e mexer-se ou trabalhar, dá trabalho e faz "calos". Falta-lhe o empenho e a esperteza para ir à luta.

 

Está prestes a ficar na rua pois tem de sair do quarto onde vive até amanhã e ainda não mexeu o cu (desculpem a expressão) para arranjar outro. Saiu do emprego onde estava mas mexer os dedos e os pés para ir à procura de outro... dá muito trabalho. Eu e a minha mãe temos-lhe dado imensos anúncios a que ela não responde. Sem experiência de quase nada, com cem cães a um osso à procura do mesmo emprego, com um corpo nada atractivo, e com a falta de vontade e motivação para fazer alguma coisa, de que é que ela está à espera? Empregos caídos do céu são uma utopia, pelo menos para ela que nem é daqui.

 

Ainda por cima ela tem um orgulho imenso, não se lhe pode dizer nada que fica ofendida. Quem precisa, tem de baixar a crista pois se não fosse a minha mãe ela já tinha passado muita fome. E quando não se pode dizer nada a quem devia ouvir, diz-se sempre ao mesmo. É sempre o mesmo a ouvir. A pobre da minha mãe ouve cada coisa...! São pobres e mal agradecidos. Mesmo. E ainda nos mandam calar. Eu apenas respondo que só me calarei quando morrer e mesmo assim não sei. É ver o ódio a crescer...